BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

07/12/07

Desafio


pá, vamos a mais um desafio! Este até é fofinho... Temos de contar uma história que tenhamos protagonizado quando éramos pequenos....


A minha é, pá... normal... Podia contar muitas, mas prefiro contar a menos embaraçosa.


Saiu a minha mãe por um minutinho de casa para comprar pão e quando voltou eu tinha desaparecido. A minha mão procurou por tudo o que era canto da casa, gritou, berrou, esperneou, chamou... e eu nada... não aparecia!


Como toda a BOA MÃE faz quando desaparece o filho, chamou a policia, GNR, Bombeiros e os fuzileiros só não vieram porque tinham um jantar de convivio nesse dia. O prédio todo em alvoroço. Tinham-me raptado.


Subitamente, uma voz do alem (o quarto da ponta) chamou : VENHA CÁ MINHA SENHORA!!

Puxou os cobertores da cama para cima e onde estava eu? a dormir, enroladinha numa boia de deslizar na neve, debaixo da cama... Eu sou mesmo Fofinha...


Digamos que a relaçao da minha mae comigo mudou de forma radical desde esse dia, eu só nao percebo bem porque....


passando a vez:


  • pacarrenhos

  • lopesca

  • sorrisos em alta

  • migvic

  • eduardo ramos

7 opinioes relvoltadas:

Eduardo Ramos disse...

Durante a minha vida tive muitos contactos com a morte... e ela insistentemente não quer nada comigo!
A primeira foi quando tinha 11 anos!
Vinha com os meus pais e atravessei a estrada sem autorização deles. Um carro, a uns 100 km/h, surgiu de uma lomba, apanhou-me pela nalga esquerda atirando-me pelo ar uns 15 metros. Meu pai pensou que eu tinha morrido pois viu-em voar qual boneco desarticulado. Na verdade, só me lembro do embate e de estar no chão. Levantei-me a pedir ao meu pai para que não me batesse por ter-lhe desobedecido. Não tive nada a não ser uma nalga negra, um tornozelo raspado e uma ligeira ferida na cabeça. Fui examinado por vários médicos pois pelo relato ninguém acreditava que eu não tivesse sofrido nada de grave.
... tendo em conta o meu estado de sanidade actual... se calhar... ;)

Pacanherros disse...

Deves ter uma paixãozinha qualquer por nós, pra nos tares sempre a passar os "desafios".


Úq tu qués sê éu!!

Tita disse...

Pacarrenhos, so vos acho demasiadamente idiotas para prosseguirem com os meus desafios!!

João Barciela disse...

hhehehe uma vex tb me aconteceu isso , mas foi a procura da minha avó ....tava debaixo da cama a rir-se de toda gente -_-

João Barciela disse...

hhehehe uma vex tb me aconteceu isso , mas foi a procura da minha avó ....tava debaixo da cama a rir-se de toda gente -_-

migvic disse...

-Olá prazer, é o seu filho?
-Não é o meu marido.

-São irmãs?
-Não somos fufas.

LopesCa disse...

Mais uma porva superada ;)
Tardo mas não falho
http://lopesca.blogspot.com/2008/01/era-uma-vez.html